Sobre

Fazendo Algo


Cometi um enorme pecado hoje: abri mais um blog. Sempre faço isso, abro um blog pensando em fazer um diário (ou apenas pequena anotações). Depois começo a preencher todas as datas com assuntos, dia após dia, mas nunca escrevo, somente preencho com listas sem sentido e outros tiques para curar a minha ansiedade.

Então fiz uma promessa: este é o último! E se não for utilizado para o fim que determinei, não haverá mais blogs, chega deste vício de começar e não terminar meus planos.

Este é quase um diário. As publicações não terão limite de tamanho, algumas serão grandes, outras pequenas, sem espaços determinados. E esta é a primeira página.

Vou começar me apresentando: sou Renata Guarino. Aliás, por que quando perguntam pra gente quem nós somos a primeira coisa que respondemos é o nosso nome? Já li algumas coisas a respeito disso, mas não lembro de nenhuma das teorias. Só sei que somos nossos nomes.


Nasci e já falaram "esta é a Renata", cresci e permaneci Renata, mesmo depois de aprender a ler nos documentos de minha mãe, ou de perder o "bv" com um garoto, e até mesmo depois de largar a faculdade de Letras no terceiro ano, continuei sendo simplesmente Renata. Não interessa o que fiz ou o que farei, serei Renata. Isso me faz pensar que Renata é algo indefinido, ou pode ser que possua uma definição que eu não conheça...

Chega de baboseiras, vamos ao blog...

Nenhum comentário:

Postar um comentário