terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Operação Sujeito Livre | Desafio 3


3. Literatura Brasileira

Neste mês de dezembro vamos ler livros escritos por autores brasileiros. Os livros estrangeiros entram no país com uma publicidade bem estruturada e carregada, se sobrepondo aos livros nacionais. Mas isso não quer dizer que a literatura brasileira é inferior, muito pelo contrário: livros nacionais tem mais do nosso dia a dia e são mais próximos da nossa realidade. Por isso olhe a sua estante, abra aquele livro do colegial de literatura e escolha um livro nacional para ler neste mês.

Indicações

Dom Casmurro - Machado de Assis

"Um dos romances mais conhecidos do autor, foi publicado pela primeira vez em 1900. Bentinho, Capitu e Escobar são protagonistas do enigmático triângulo amoroso criado por Machado de Assis e já fazem parte de nosso imaginário. A narrativa passa na cidade do Rio de Janeiro, no período do Segundo Império, embora saibamos que as questões da obra não se circunscrevem a um tempo ou a um lugar específicos. A dúvida quanto a traição da mulher amada, que perpassa toda a narrativa, se amplifica em questões sobre as incertezas e vicissitudes tão humanas, a imaginação e a fragilidade de nossas convicções."


Memórias de um sargento de milícias - Manuel Antônio de Almeida

"As memórias saíram primeiramente em periódico, depois, nos anos 1854 e 1855, elas foram lançadas em livro (dois volumes), com a assinatura 'Um Brasileiro'. Narrativa com ritmo, de estrutura linear, o romance relata a história de um pícaro com muita espontaneidade, com uma sátira contundente que costura o espírito cômico às aventuras de inúmeros personagens - nobres e burguese, políticos e funcionários, padres e leigos, - todos eles representantes desse Brasil com questões próprias."



O cortiço - Aluísio Azevedo

"O cotidiano miserável de uma habitação coletiva em fins do século XIX, apresentado com uma objetividade implacável, é o centro da trama de O cortiço. Obra máxima de Aluísio Azevedo, este romance representa maturidade de um escritor preocupado em registrar e analisar à luz da Ciência as mazelas da sociedade brasileira."






Para os pequenos

A droga da Obediência - Pedro Bandeira

"Um grupo de jovens enfrenta o mais diabólico dos crimes! Num clima de muito mistério e suspense, cinco estudantes - os Karas - enfrentam uma macabra trama internacional: o sinistro doutor Q.I. pretende subjugar a humanidade aos seus desígnios através de uma droga que está sendo testada em alunos dos melhores colégios de São Paulo."

Um comentário:

  1. Eu me diverti muito com as Memórias de um Sargento de Milícias, parece coisa do modernismo da 1ª fase em plenos anos 40 do século XIX, eu era muito novo e tava numa fase de ler clássicos da literatura brasileira... E aí veio o Machado... bom, Machado é Machado. Tb li Dom Casmurro, mas sabe aquele soco na boca do estômago? Tipo aquele mágico que faz um truque e vc fica se perguntando como ele consegue fazer isso? Assim foi comigo com as Memórias Póstumas.
    Sempre acompanhando por aqui. Tem um textos excelentes, pequenos contos contemporâneos que eu já andei lendo. Alguns tem aquele "final - não final" que eu acho interessantíssimo.
    Leonardo do www.oreversodomundo.com

    ResponderExcluir