domingo, 25 de outubro de 2015

Microconto | Um parque


Estávamos ali naquele banco, eu e ele. A carne pulsando, os olhos vidrados. 

Aquele parque não estava vazio, mesmo assim ninguém reparava em nós (ou assim pensávamos). Naquele instante, imaginava toda a coreografia: eu o agarraria, puxaria seu rosto para perto do meu e o beijaria, mesmo que brevemente. Seria como nos filmes, nos amaríamos ali, aquele seria o início de tudo.

Ele apenas me olhava, seu olhar era tão malicioso quanto o meu. Talvez pensasse o mesmo que eu, talvez sua imaginação ia mais longe... Tomou coragem e pôs suas mãos em cima da minha. Tremíamos de medo e de entusiasmo.

- Ei, vocês dois! - Era o mestre, fomos pegos! - Não quero os dois juntos sozinhos. Voltem aqui e fiquem com o resto do grupo.

Foi o fim daquele romance adolescente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário