quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Dicas de conversação | de Regras que poderiam dar certo se eu as seguisse.


1º - Olhe para a pessoa em questão e busque um ponto em comum, mesmo que a ligação seja fraca, este será o assunto conversado.

2º - Faça uma pergunta sobre o assunto escolhido. Pessoas se sentem obrigadas a responder perguntas.

3º - Pontue uma situação pessoal (por isso a importância de ser algo em comum). Seja breve, ninguém aguenta pessoas que só sabem falar de si.

4º - Faça outra pergunta, mas agora utilize a situação que você pontuou. Isso mostra que você realmente está interessado no que a pessoa tem a te ensinar.

5º - Mantenha a conversa desta maneira e sempre a reavive com uma pergunta quando sentir que a outra pessoa irá parar de falar.

Obs. 1: mostre interesse pelo que a pessoa está dizendo, mesmo que não seja interessante.
Obs. 2: Tome cuidado para não parecer um chato! Se você está perguntando demais e a pessoas está falando de menos, é porque a conversa não fluiu, pare e tente novamente mais tarde (ou não).
Obs. 3: Todas essas dicas podem não dar certo por serem frutos de devaneios levados pelo tédio (nunca testei).

Beijos e até a próxima!

Um comentário:

  1. A gente sempre descumpre alguma ou muitas dessas regras frequentemente, né? Eu mesmo tenho que ficar me policiando pra não encher a conversa de detalhes muitas vezes irrelevantes, fazendo assim com que a pessoa se estorve e acabe se desinteressando. Até na escrita mesmo. Se deixar eu conto todos os detalhes do que vi, das fontes que eu pesquisei... minha mãe é minha melhor e ao mesmo tempo mais impiedosa crítica. Mas é bom, pq aí tem, de certa forma, um feedback.
    Vamos vivendo e aprendendo, acho que o negócio é sempre se fazer uma autocrítica e não só achar que os outros é que não estão entendendo, ou não são capazes de alcançar os assuntos, pq aí acaba a comunicação, e ela, muito mais do que a propaganda, é a alma do negócio.
    Abraço do Leonardo, do www.oreversodomundo.com .
    Já disse e repito: gosto muito dos teus textos.

    ResponderExcluir